19 Apr 2024


Estado investe mais de R$ 7 milhões para impulsionar produção de mudas

Publicado em Política
Avalie este item
(0 votos)

O início de 2024 marca um recorde de investimentos da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, por meio da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), em suas unidades da Cati Sementes e Mudas. Na semana passada, no Núcleo de Produção de Mudas da Cati, em Itaberá, aconteceu a entrega de equipamentos de produção de mudas em embalagens biodegradáveis, novas estufas agrícolas e câmara de nebulização.

A ação faz parte do mais novo programa da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, o Propaga SP, que recebeu um aporte de mais de R$ 7 milhões do Governo de São Paulo. A Cati Sementes e Mudas oferece ao mercado mais de 300 espécies de mudas frutíferas comerciais, silvestres e espécies florestais.

O secretário de Agricultura e Abastecimento, Guilherme Piai, ressaltou que algumas culturas perdem de 30% a 40% com mudas de má qualidade. “Estamos lançando R$ 7 milhões em investimentos para solucionar um problema que afeta o setor frutífero do Estado de São Paulo. É da muda que nasce toda a cadeia e, sendo elas biodegradáveis e com quantidade de substrato e adubação perfeita, terá muito menos perda. Uma muda saudável gera muito lucro ao produtor, ela vai crescer rápido e produzir em muita quantidade”, afirma o secretário.

O Propaga SP, com foco na pesquisa, inovação e transferência de tecnologia na propagação de espécies arbóreas e no plantio de mudas acondicionadas em embalagens biodegradáveis, revoluciona a produção de mudas no Estado de São Paulo, com redução de custos e do descarte de plásticos na natureza.

As embalagens serão produzidas por uma máquina importada da Dinamarca (única no Brasil), instalada no Núcleo de Mudas de Itaberá, substituindo o plástico. “O processo inovador tem como foco na sustentabilidade econômica e ambiental, pois facilita o plantio, reduz custo de implantação dos cultivos agroflorestais e preserva o meio ambiente”, explica Gerson Cazentini Filho, diretor da Cati Sementes e Mudas. Além disso, as embalagens reduzem o peso e aprimoram o transporte das mudas.

Com o uso do equipamento pneumático e automatizado, a Cati dará um salto gigantesco na produção de mudas, em especial de espécies florestais nativas, passando de 500 mil mudas ao ano para 2,5 milhões, o que permitirá a recuperação de 2.200 hectares de áreas degradadas por ano, utilizando a mesma quantidade de mão de obra.

“É um investimento inteligente que vai chegar ao pequeno e médio produtor, que estava buscando mudas de outros estados. Agora, vamos atender o mercado com preço justo e subsidiado pelo Estado de São Paulo”, afirma Piai.

Entregas

O Equipamento de Produção de Mudas em Sistema de Embalagens Biodegradáveis – Ecopot (paper pot), no qual foram investidos de mais de R$ 3 milhões, foi adquirido pela Cati e pela Apta Regional e está instalado no Núcleo de Produção de Mudas de Itaberá da Cati Sementes e Mudas.

As estufas agrícolas, nas quais foram investidos R$ 845 mil, são destinadas aos Núcleos de Produção de Itaberá, Marília, Pederneiras, São Bento do Sapucaí e Tietê, onde serão produzidas cerca de 30 espécies de mudas frutíferas e florestais.

A câmara de nebulização, que teve um investimento de R$ 295 mil, está instalada no Núcleo de Itaberá, que tem por finalidade a produção de mudas no sistema de propagação por estaquia, de cacau, frutas vermelhas, goiaba e acerola, que precisam de climatização adequada.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Main Menu

Main Menu