18 Apr 2024


O Carnaval acabou, o ano começa

Publicado em Editorial
Avalie este item
(0 votos)

   Todo Carnaval tem seu fim e o de 2024 já acabou. Também acabaram-se as desculpas: "depois do Carnaval” fazemos, marcamos, iremos, começaremos, resolveremos. O ano, finalmente, irá começar, afinal, quem nunca ouviu a expressão: "O Brasil só começa depois do Carnaval"?
   Desfiles, blocos de ruas, marchinhas carnavalescas, fantasias, escolas de samba, confete e serpentina, o Carnaval tomou conta do país por alguns dias, fazendo com que muitos brasileiros deixassem de lado ou se esquecessem, pelo menos, por algumas horas, dos problemas cotidianos para se esbaldarem ao som dos tamborins que tocam alegria e conduzem a folia.
   O Carnaval acaba gerando, na mentalidade coletiva, uma valorização do prazer momentâneo e a liberdade efêmera sobre as responsabilidades e compromissos. Mas, será que isso é realmente possível ou o Carnaval é apenas um marco simbólico de um momento no qual as pessoas dão uma pausa na rotina e têm permissão para escaparem das pressões sociais e celebrarem a vida em sua plenitude?
   "O Brasil só começa depois do Carnaval" também sugere uma ideia equivocada de que o Brasil, na sua essência, só pode ser compreendido, na relação de tempo e espaço, ou seja, no antes e depois do Carnaval.
Além disso, também há implícito, nessa expressão, uma crítica à procrastinação e à falta de comprometimento com o futuro no que tange ao adiamento de tarefas, compromissos e obrigações para "depois" do Carnaval.  A expressão vai muito além de um simples comentário sobre o Carnaval, ela reflete a complexidade e a profundidade de valores difundidos e propagados, ainda que de maneira indireta, na cultura brasileira.
   Porém, enfim, é chegado o término do Carnaval, cuja origem do latim carnis levale, significa "adeus à carne”. O Carnaval, desde a Idade Média, representava uma época de festas populares que antecediam um período de grande jejum. Adotado pela Igreja Católica, o Carnaval passou a ser o marco inicial da Quaresma, no ano de 590 d.C.
   A Quaresma é um período de preparação que antecede a Páscoa, na tradição cristã. Ela se iniciou na Quarta-Feira de Cinzas e se estende por 40 dias, com um período de jejuns, penitências e caridade, e segue até a Quinta-Feira Santa, 28 de março. O período não deveria servir apenas para os católicos, mas para todos refletirem sobre todos os erros e imperfeições cometidas e como evitá-las para que a sociedade e o mundo sejam um pouco melhores. Mais tolerância e respeito ao próximo, sem dúvida, estão em falta.
   O ano começou e, em ano de eleições municipais, começam a se aproximar datas importantes para a realização do pleito. A primeira delas é a janela partidária, que acontece entre 7 de março e 5 de abril. No período, vereadores e vereadoras poderão trocar de partido sem perder o mandato. Já em abril, no dia 6, é a data limite para que partidos e federações obtenham registro dos estatutos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), dentre outros prazos.
   O ano, enfim, começou, agora, não há mais desculpas para adiar nada e colocar a culpa no Carnaval, nem para uma reunião, evento, o início de um novo projeto, nem que seja começar a se alimentar de maneira saudável e frequentar a academia. O Carnaval acabou, o ano começou, e que possamos seguir em frente, sem impedimentos. Ó, abre alas, que 2024 quer passar.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Mais nesta categoria: As declarações »

Main Menu

Main Menu