08 Jul 2020


Estado anuncia ‘Plano São Paulo’ para retomada consciente

Publicado em Política
Avalie este item
(0 votos)

O governador do Estado, João Doria, no Palácio dos Bandeirantes, acaba de anunciar, durante coletiva de imprensa, junto ao vice-governador Rodrigo Garcia; o prefeito de São Paulo, Bruno Covas; os secretários estaduais, de Saúde, José Henrique Germann; Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen; de Desenvolvimento Regional, Marcos Vinholi; do secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido; a coordenadora do Conselho Econômico de São Paulo, Ana Abrão; ao diretor do Instituto Butantã e membro do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, Dimas Covas, e ao novo membro do Centro e ex-secretário executivo do Ministério da Saúde, João Gabardo, nesta quarta (27) de maio, a retomada consciente de algumas atividades econômicas do Estado, por meio do ‘Plano São Paulo’.

“É um dia muito importante para São Paulo. Estamos anunciando a retomada consciente, a partir de segunda (1) de junho. Serão 15 dias de quarentena com a retomada de algumas atividades. Optamos, desde o início da pandemia, por pautar todas as nossas ações fundamentadas na saúde e na ciência”, garantiu o governador.

Doria revelou que com o feriado prolongado de seis dias, no Estado, mais de 880 mil pessoas ficaram em casa, o que representou aumento de 2% no índice de isolamento social. “A quarentena salvará 65 mil vidas, são dados da ciência. Construímos sete hospitais de campanha, aumentamos em 60% o número de leitos, recebemos 600 respiradores do Ministério da Saúde e receberemos outros 2.800 até 15 de junho e já salvamos 17 mil pessoas salvas”, enfatizou. “Com união e trabalho coletivo temos salvado vidas. Fizemos medidas certas na hora certa. Nosso compromisso é com a vida. Respeitamos a vida de mais de 46 milhões de brasileiros. Com cuidados e bom planejamento, vamos dar um passo a diante”, completou.

O governador revelou que haverá monitoramento dia a dia a respeito destas novas medidas. “Se não tivermos respeito e tivermos que dar um passo trás, daremos. Não temos compromisso com o erro, mas com a vida. A nova fase não é relaxamento. A retomada consciente só é possível com a redução do número de casos consistentes, distanciamento social e uso obrigatório de máscaras”, revelou.

Confira as etapas para a reabertura do Plano São Paulo:

Fase 1- acontece desde o início da quarentena em 24 de março até 31 de maio. É permitida a abertura de estabelecimentos de serviços essenciais e construção civil;

Fase 2- a partir de 1 de junho, abertura com restrições de atividades imobiliárias, concessionárias, escritórios e comércio e shoppings centers, com restrição de funcionamento de quatro horas;

Fase 3- Abertura de bares, restaurante e similares e salões de beleza (com restrições);

Fase 4- Abertura de academias (com restrições);

Fase 5- Abertura de teatros, cinemas, também será permitida, com restrições, a promoção de eventos de aglomeração, como shows e jogos esportivos.

(Os setores de Educação e Transportes ainda estão em análises pela equipe do governo).

O princípio fundamental para o condicionamento de reabertura será o seguinte: o Estado será dividido em regiões. Cada região poderá regredir ou avançar nas fases de reabertura, conforme dados da capacidade do sistema hospitalar (leitos de internação e UTIs) e a evolução da pandemia (número de casos, internações e óbitos). “Há cada 7 dias haverá uma reclassificação e há cada 15 dias cada região poderá se  mover para fase mais flexível ou regredir, de acordo com os indicadores”, explicou Ana Abrão.

 

Confira mais detalhes pelo site: https://www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/planosp/

Última modificação em Quarta, 27 Maio 2020 19:36
Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu