19 Apr 2024


“Recicla Diadema” já recolheu mais de 5t de material

Publicado em Cidades
Avalie este item
(0 votos)

O resultado da primeira semana do “projeto piloto” de coleta seletiva de Diadema foi um sucesso, no Jardim Padre Anchieta, em Piraporinha, e na Vila Santa Dirce, no Centro. Cerca de cinco mil quilos de resíduos recicláveis foram recolhidos, porta a porta. O programa "Recicla, Diadema! Ação Renovada do Programa Vida Limpa" é realizado em conjunto pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Serviços Urbanos (SEMASU) e as Cooperativas de Catadores da cidade.

O plano da Prefeitura é estender esse importante serviço para todos os bairros, dentro de alguns meses. Para isso, a Gestão Filippi já redigiu o projeto de lei do Programa Municipal de Coleta Seletiva e vai entregar o texto à Câmara de Vereadores, nesta quarta (1) de setembro.

“É com muita satisfação que estamos retomando a coleta seletiva na cidade. Essas cinco primeiras toneladas já recolhidas e destinadas às Cooperativas de Catadores, simbolizam que a Prefeitura de Diadema e a população, juntas, querem uma cidade sustentável que una preservação ambiental com geração de trabalho e renda”, disse o prefeito de Diadema, José de Filippi Júnior, que participou da coleta de casa em casa, na sexta (27) de agosto, nas ruas do Jardim Padre Anchieta.

Além do Chefe do Executivo, o mutirão de coleta contou com a presença de alguns secretários municipais: Wagner Feitoza, o Vaguinho, (SEMASU); Dheison Renan Silva (Gabinete); Luis Carlos Theophilo (Obras); Martha Romano (Comunicação); e também do presidente da Câmara Municipal, Josa Queiroz.

De acordo com a direção da SEMASU, o trabalho de divulgação e educação ambiental serão intensificados visando o aumento da quantidade e, também, a limpeza do material destinado às cooperativas.

“Queremos estimular ainda mais a adesão dos moradores ao Recicla Diadema, separando e destinando seus recicláveis para a coleta seletiva. Mas é importante e necessário destacar que esses materiais devem estar minimamente limpos, sem restos de comida ou líquidos”, destaca Vaguinho, titular da SEMASU.

Reforçando a orientação, os educadores ambientais da Prefeitura explicam que a limpeza dos recicláveis proporciona diversos benefícios. Além de melhor valor de mercado no momento da venda, os materiais limpos beneficiam os catadores e também os moradores, já que poderão ser armazenados e manipulados sem causar mau cheiro nem atrair insetos e outros bichos.

Projeto Piloto

Iniciada no dia 23 de agosto, a experiência acontece em 31 ruas mapeadas em cada um dos dois bairros: Jardim Padre Anchieta (segundas e sextas) e Vila Santa Dirce (terças e quintas). Além de comércios e residências, também vão participar da coleta seletiva alguns equipamentos públicos: Paço Municipal, Parque do Paço, Escola Municipal Cecília Meireles, Escola Municipal Professora Elza de Lourdes Sagres, Clube Municipal Mané Garrincha e Escola Municipal Humberto Marouelli Mendonça (às quartas-feiras).

Segundo educadores ambientais da Prefeitura, esses primeiros bairros serão "laboratórios", cujos resultados vão auxiliar a planejar e orientar com eficiência a implementação do programa de coleta seletiva na cidade.

O trabalho de campo inclui também a divulgação com carros de som e redes sociais da Prefeitura, além de distribuição de folhetos explicativos. Isso está sendo realizado pela equipe de Educação Ambiental da SEMASU e integrantes das cooperativas.

Todo o volume de material recolhido é levado às cooperativas da cidade: Cooperlimpa, Nova Conquista, Cooper Fênix e Guerreiros do Chico Mendes. Lá, os resíduos são pesados, separados e, posteriormente, comercializados.

O que separar?

De acordo com o folheto do “Recicla, Diadema”, que está sendo distribuído aos moradores participantes, as famílias devem separar papel, vidro, plástico, metal, óleo de cozinha e eletrônicos.

- Papel: papelão, jornal, revistas e embalagens tetrapac “longa vida”;

- Vidro: garrafas, potes, copos e jarras (mesmo que estejam quebrados);

- Plástico: embalagens, canos, potes, baldes, bacias e sacolas;

- Metal: latas, alumínio, embalagem de aerossol, fios, panelas, tampas e ferros em geral;

- Óleo de cozinha: óleo de fritura, óleo vegetal (favor colocar em garrafas PET, bem tampadas);

- Eletrônicos: celular, computador, televisão e eletrodomésticos em geral.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Main Menu

Main Menu