18 May 2024

Publicado em Editorial
Avalie este item
(0 votos)

Perdemos, na noite de sábado (28) de outubro, aos 100 anos, o jurista, ex-deputado, ex-prefeito de São Bernardo e ex-articulista da Folha do ABC, Antonio Tito Costa.
Era reconhecido como um dos maiores estudiosos do Direito Eleitoral. Possui diversos livros e publicações, onde falava sobre política e sobre a área jurídica. Entre as obras, estão: "Recursos em tribunais eleitorais", Crimes eleitorais" e "Responsabilidades de prefeitos e vereadores". Sempre se pautou pela defesa da democracia.
Tito Costa estava internado no Hospital Padre Nicanor Merino, em Torrinha, interior de São Paulo. Nos últimos anos, estava morando em sua chácara Santa Hermínia, também em Torrinha.
O sepultamento ocorreu no domingo (29) de outubro, no Cemitério Municipal de Torrinha. A missa de 7º dia ocorreu, na sexta (3) de novembro, na Praça da Matriz, no Centro de São Bernardo. Também haverá ou-tra missa, na terça (7), às 10h, na Paróquia São José, em São Paulo.
Tito, filho de José Vicente Costa e Hermínia Braidotti Costa (ambos in memoriam), nasceu em 31 de dezembro de 1922, em Torrinha. Aos 12 anos, deixou a cidade natal para estudar, chegou a cursar o seminário por três anos, mas acabou retomando o curso secundário.
Mudou-se para São Paulo, onde estudou Direito na Faculdade do Largo São Francisco, USP, na década de 1940. Trabalhou no Departamento Jurídico do Frigorífico Wilson.
O diretor da empresa era Lauro Gomes, que viria a se eleger prefeito de São Bernardo em 1951. Assim, Lauro levou Tito para trabalhar na Prefeitura em 1951. De 1952 a 1954, Tito trabalhou como advogado e procurador da Prefeitura de São Bernardo.
Em 1953, casou-se com Léa Nunes Costa e teve cinco filhos: Luciana Maria, Ricardo (in memoriam), Tito Costa Filho, André (in memoriam) e Silvana Maria. Deu início a sua trajetória política, disputando o primeiro cargo eletivo como vereador em Torrinha, foi eleito e cumpriu mandato entre 1955 e 1959.
Foi assessor de Lauro Gomes em seu segundo mandato como prefeito de São Bernardo (1960-1963) e nos meses de 1964 em que Lauro Gomes foi prefeito de Santo André.
Atuou como advogado até 1976. Especializou-se em Direito Público e Constitucional. Ele atuou por muitos anos perante a Corte Eleitoral paulista e destacou-se no desenvolvimento dos estudos do Direito Eleitoral. Suas publicações sobre o tema são referência até hoje em todo o país.
Tito também foi prefeito de São Bernardo, de 1977 a 1983, pelo MDB e vice-prefeito, na gestão de Walter Demarchi, de 1993 a 1996, além de deputado federal constituinte pelo MDB, entre 1987 e 1990.
Costa era prefeito de São Bernardo quando aconteceram as grandes greves dos metalúrgicos nos anos 1970 e surgiu a figura de Luiz Inácio Lula da Silva como o principal líder do movimento sindicalista.
Quando prefeito, liberou o uso do estádio municipal de Vila Euclides para a assembleia que reuniu cerca de 100 mil metalúrgicos em 1980. Na década de 1980, o jurista também chegou a acolher Lula e sua família depois da prisão.
Tito foi colaborador da Folha do ABC, de 2004 ao início de 2021, com artigos de elevada intelectualidade.
Em junho de 2022, Tito participou, no Círculo Italiano de São Paulo, do lançamento do livro: livro “Temas de Direito Eleitoral em Homenagem ao Centenário do Professor Doutor Antonio Tito Costa”, com a apresentação de 16 pareceres, de iniciativa de George Melão.
Em São Bernardo, esteve em janeiro último, onde participou de almoço em homenagem aos seus 100 anos. Na ocasião, esteve presente o ex-presidente da República, Michel Temer (MDB).
Tito também possuía forte relação de amizade com o diretor responsável pela Folha, Alberto Meiback Floret (in memoriam). Adeus ao nosso eterno amigo Tito Costa.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Mais nesta categoria: O apagão do despreparo »

Main Menu

Main Menu