20 Apr 2024

O prefeito de Santo André, Paulo Serra, inaugurou, na segunda (8), o Hospital Veterinário Municipal. O equipamento fica na Rua Juquiá, altura do nº 135, na Vila Eldizia, ao lado da Sabina Parque Escola do Conhecimento.

“Esse equipamento é um sonho que a gente tira do papel, foi um prédio feito já pensando em ser um hospital, com atendimento diferenciado e que vai trazer uma qualidade de vida para os pets e para os donos e protetores”, afirmou.

O Hospital Veterinário tem dois andares, com 800 m² de área construída. O piso térreo, onde será feito o atendimento ao público, conta com a recepção do hospital; a recepção do Centro de Adoção; um gatil com capacidade de abrigar até 20 gatos; um canil com solarium para até 30 cães; três consultórios; uma sala para infectocontagiosos; uma sala para internação; um ambulatório; um espaço para banho e tosa; e um compartimento para estoque de ração.

O piso superior contempla dois centros cirúrgicos; duas salas de pré-operatório; duas salas de pós-operatório; um expurgo; uma sala de esterilização; enfermaria; estoque; Raio-X; ultrassom; administração; copa, lavanderia e dois vestiários.

Trata-se de um prédio construído do zero com estrutura específica para o tratamento animal. O investimento é totalmente da Prefeitura, da ordem de R$ 2,8 milhões.

O Hospital Veterinário é gerenciado pela Secretaria de Meio Ambiente, por meio do Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal. Serão entregues 30 senhas por dia (distribuídas por ordem de chegada), mais urgência e emergência e retornos, prioritários para cães e gatos. Os critérios de emergência serão definidos pelo veterinário de plantão. A Sociedade Paulista de Medicina Veterinária (SPMV), vencedora da licitação, fará a prestação de serviços no local.

“Acredito que esse hospital seja um dos únicos que tenha sido construído já com o conceito de atendimento de hospital para os animais. O nosso Departamento de Bem-Estar Animal, que foi criado em 2017, foi muito importante para que todas essas conquistas acontecessem. O Departamento tem programas essenciais para a causa animal", afirma o secretário de Meio Ambiente, Fabio Picarelli.

Ao longo dos próximos 90 dias, será realizado diálogo com o Conselho Municipal de Proteção Animal, que reúne protetores e sociedade civil, para avaliar os critérios de utilização do canil e gatil, que não serão ativados num primeiro momento, para melhor utilização do Centro de Adoções Animal.

O atendimento do Hospital Veterinário Municipal terá início, na terça (9), e será feito apenas para quem mora em Santo André, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. É necessário apresentar o comprovante de residência. Beneficiários do programa Bolsa Família terão prioridade no atendimento. O atendimento 24h será apenas para animais internados.

A Feira da Fraternidade 2024 terminou, na segunda (8), no dia do aniversário de 471 anos de Santo André. O evento solidário, que durou três dias, arrecadou 7 toneladas de alimentos, que serão destinadas à população em situação de vulnerabilidade social.

O grupo Roupa Nova realizou o show de encerramento desta edição, emocionando o público presente com diversos sucessos que embalam gerações, como “Volta pra mim”, “Sapato Velho”, “Whisky a go go”, “Dona” e “Linda demais”.

A banda tocou ainda versões emocionantes de clássicos internacionais como “Yesterday”, dos Beatles, e “A paz” (Heal the world), do cantor Michael Jackson. O grupo também cantou “Parabéns pra você” para a cidade aniversariante.

“Este está sendo o maior aniversário da história de Santo André, tanto em número de pessoas quanto na arrecadação e consequentemente na solidariedade. É uma feliz coincidência que o aniversário mesmo caiu no encerramento da feira, as pessoas estão curtindo os shows e também se divertindo, curtindo e vivendo a cidade”, destaca o prefeito Paulo Serra.

Toda a renda dos três dias de evento será revertida exclusivamente para as instituições sociais presentes. O público também colaborou com a doação de dois quilos de alimentos não perecíveis, que serão destinados a pessoas em situação de vulnerabilidade social.

A programação do domingo contou ainda com a presença de DJ Césinha Sunshine, Prado Brothers & Gabi Ferreira, Beatles Forever e DJ Dimy Soler da rádio 97 FM.

Entre as atrações disponibilizadas para o público nos três dias estavam brinquedos, música, dança, ativações personalizadas e distribuição de brindes. Quem visitou a Feira da Fraternidade também pôde ser imunizado contra gripe e Covid-19.

Reforçando seu investimento no desenvolvimento humano, por meio de projetos sociais voltados ao esporte, cultura, educação e ações sociais e ambientais, a Unipar levou mais de 350 alunos e professores da região do ABC para visita à SP-Arte, maior feira de arte e design da América Latina.

As visitas aconteceram de 4 a 6 de abril. Participaram da ação alunos e professores de Etecs de Mauá e de Rio Grande da Serra e do IFSP – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo –, Seduc e Projeto Pescar. A iniciativa tem como objetivo promover o acesso ao circuito de arte e cultura, fomentando o pensamento crítico com um olhar sobre as diferentes manifestações culturais.

“É muito importante para a Unipar trazer jovens de cidades do ABC próximas à fábrica, que muitas vezes não têm oportunidade de sair de suas cidades e viver essa experiência visitando SP-Arte. Repetimos a ação este ano e tem sido um sucesso”, revela a especialista de Comunicação da Unipar, Wanessa Santana.

O coordenador de projetos sociais da Unipar, Adriano Araújo, afirma que a empresa investe no desenvolvimento humano em diversas frentes. “A Unipar tem como foco, na área de responsabilidade social, investir no desenvolvimento humano, principalmente nas áreas de cultura, esporte, educação e ações sociais. Este projeto na SP-Arte faz parte de um projeto dentro das vertentes de educação e cultura, onde trazemos jovens do ABC para visitar à feira. Muitos deles nunca tinham vindo para São Paulo e tiveram o primeiro contato com a arte. Acreditamos que a arte é um vetor para o desenvolvimento humano desse jovens e isso faz com a cultura deles se engrandeça enormemente”,  diz Araújo.

A professora de Artes da Etec de Mauá, Geni Conceição Zottola, revela que está é a primeira vez dos alunos da Etec de Mauá na SP-Arte. “Eles amaram a experiência. Vários dos artistas nós já trabalhamos em sala de aula, os alunos chegaram na feira e reconheceram o nome e as telas”, afirma a professora.

Renata Lobo, professora de Literatura da Etec de Mauá, comenta que o maior benefício da parceria com a Unipar é proporcionar ao aluno uma experiência como esta de forma gratuita. “Poder tirá-los do ambiente escolar e aprender tanto quanto fora da sala de aula. Se não fosse o apoio da Unipar, não teríamos 44 alunos aqui”, revela.

Maria Eduarda, aluna da Etec de Mauá, comenta que é sua primeira vez na SP-Arte. “Está é a minha primeira vez aqui, está sendo muito legal conhecer artistas que não conhecia. Ver as diferentes visões e as explicações das obras é muito interessante”. Irís, também aluna da Etec, revela ter vivido uma experiência incrível na feira. Outra aluna, Emely, afirma que achou tudo incrível. “Ver tudo isso ao vivo, é muito incrível. Amo descobrir coisas novas!”.

Última modificação em Terça, 09 Abril 2024 08:20

A convite da Câmara de Comércio Italiana de São Paulo (Italcam), a imprensa paulista pode acompanhar, durante almoço, no Restaurante Ristorantino, em São Paulo, na segunda (8), a retomada da campanha nacional Meu Tomatì.

O projeto tem como objetivo divulgar os produtos italianos, em especial os tomates, ao mercado brasileiro, aumentando o consumo e a participação do tomate da indústria italiana no mercado brasileiro.

 A ação será simultânea em cinco capitais brasileiras, apresentando processos produtivos e potencialidades comerciais do tomate italiano. A ação terá um extenso calendário de atividades durante o ano, com participação na ANUGA SELECT BRAZIL 2024, a maior feira de alimentos e bebidas da América Latina, que acontece em São Paulo de 9 a 11 de abril, e ações em restaurantes e supermercados.

“O projeto é financiado pela União Europeia com o objetivo de apresentar ao mundo os produtos italianos. Queremos trazer a mensagem dos produtores e exportadores italianos e fazer o consumidor final entender que o preço do produto italiano é devido a qualidade”, afirma o general manager da Euroconsult, Michele Sabatino.

De acordo com o presidente da OI Pomodoro Bacino Centro Sud, um dos maiores players italianos na produção de conservas de tomate europeu comercializadas no exterior, Guglielmo Vaccaro, em 2023, o Brasil foi o melhor cliente de tomate italiano no mundo. “O país teve o maior percentual de crescimento nas exportações de tomate italiano, 26%. Apesar da cifra de negócios ainda baixa, 26 milhões de euros, está crescendo, isso nos encoraja, significa que aqui tem grande demanda, um grande potencial. Mesmo com base de amostra pequena, é possível ver evolução e grande melhora no mercado brasileiro”, afirma Vaccaro.

Em relação a diferença de preço entre produto de preço italiano e o nacional, o executivo afirma que o produto italiano oferece mais qualidade. “Com o tomate italiano, fazemos uma pizza e uma massa de qualidade”. Vaccaro revela que o tomate europeu, em especial o italiano, é cultivado em condições excelentes com solos ricos em nutrientes e colhido manualmente com muito cuidado, o que garante um sabor único e um produto de alta qualidade.

Na ocasião, a imprensa pode degustar pratos feitos à base de tomate italiano em conserva. Foram servidos Polvo à Luciana, Spaghetti Pomodoro e Basílioco, Parmigiana e Panna cotta com marmelada de tomate.

 

Informações em: https://meutomati.eu/

 

Última modificação em Segunda, 08 Abril 2024 20:34

O governador, em coletiva de imprensa, durante passagem pela Feira da Fraternidade, em Santo André, quando anunciou uma nova estação da Linha 10-Turquesa, também falou sobre sua participação no processo eleitoral deste ano. “Vou participar onde tiver consenso do nosso grupo e estivermos enfrentando a esquerda. Onde não tivermos consenso ou tivermos mais candidatos do mesmo grupo, do mesmo time, vou acompanhar a distância”, revelou.

Tarcísio garantiu que “não irá entrar em bola dividida” e que irá trabalhar com os prefeitos eleitos até 31 de dezembro de 2024.  “Todos os prefeitos terão total apoio do Governo do Estado e vou trabalhar com os prefeitos eleitos a partir de 1º de janeiro de 2025. Não vou entrar em bola dividida. Onde tiver bola dividida estou fora. Onde tiver um combate com a esquerda estarei presente”, destacou.

O governador ainda frisou que irá trabalhar com “quem for bem sucedido” e que no segundo turno, é “outra história”.

O governador do Estado, Tarcísio de Freitas, realizou, nesta segunda (8), sua primeira visita de 2024 ao ABC. Na data em que Santo André completa 471 anos de fundação, anunciou, durante passagem pela Feira da Fraternidade, uma nova estação da Linha 10-Turquesa, no município.

“Estamos felizes com a presença do governador e pelo anúncio tão importante, que não poderia ser melhor, para os 471 anos da cidade”, disse o prefeito Paulo Serra, que esteve acompanhado da primeira-dama e deputada estadual Ana Carolina Serra.

A nova Estação ABC deverá ser construída entre as estações Santo André e Capuava, próxima a antiga estação Pirelli, desativada em 2006, que atendia aos funcionários da fábrica de pneus.  A parada deverá desafogar as estações existentes e atender regiões próximas como a Vila Homero Thon, Parque Industriário, Vila Vilma, entre outros. Cerca de 15 mil passageiros deverão ser atendidos diariamente.

“Nossa missão, de certa forma, é dar o nosso presente para Santo André, a estação Pirelli, uma estação que vem sendo demandada há tanto tempo nas andanças durante a campanha. Isso foi tão falado, e colocamos isso como prioridade. Foi um compromisso que nós assumimos. Determinamos a CPTM o início imediato dos projetos de engenharia. O que começamos a fazer imediatamente, o projeto de engenharia da estação Pirelli”, anunciou o governador.

A nova estação ainda será integrada à futura Linha 14-Ônix, que vai partir do Jardim Irene até Bonsucesso, em Guarulhos. A Linha 14-Ônix deverá ser viabilizada através da concessão da Linha 10-Turquesa da CPTM. Este trecho tem potencial de atrair até 600 mil passageiros por dia ligando Santo André até Guarulhos, passando pela Zona Leste de São Paulo.

De acordo com Tarcísio, o primeiro momento do projeto irá atender a Linha 10. “Também temos a intenção de fazer a Linha-14 que vai sair de Santo André e vai cortar toda a Zona Leste de São Paulo e terminar em Guarulhos. É uma integração importante. Ela interliga outras linhas do metrô e CPTM. Então, é uma linha fundamental que queremos fazer a concessão da linha 10 com a linha 14, mas de imediato, fazemos o projeto para atender a linha 10, para atender essa demanda”, explicou.

A previsão do projeto de engenharia é de 18 meses, segundo Tarcísio. “Pode ser que nesse percurso de tempo a gente já tenha, inclusive, a linha concedida, e aí essa obrigação passaria para a iniciativa privada e se isso não acontecer o próprio Estado vai fazer a licitação. O importante é que a Estação Pirelli vai se tornar uma realidade”, garantiu.

A obra terá duração de até 24 meses e o prazo irá depender, de acordo com o governador, com os estudos de concessão. “Existe a possibilidade de fazermos esse terminal por etapas. Então, faz uma primeira etapa, atende a Linha 10, expande um pouco para atender a 14 e, mais para frente, se tivermos o nosso trem intercidades, que vai ligar Santo André à Baixada Santista a gente expande mais, ou seja, vamos agregando modos à medida que a demanda vai aumentando em função das linhas que vão sendo agregadas”, explicou.

O investimento será a partir de R$ 80 milhões. “À medida que vamos agregando mais linhas, expandindo o Terminal, obviamente vamos agregando mais valor. Então, vai ficar em torno de R$ 80 milhões a R$ 280 milhões a depender do tamanho deste terminal, quem vai financiar, se a linha já tiver concedida à iniciativa privada, senão o Governo do Estado vai financiar”, frisou o governador.

À Folha, Tarcísio falou sobre a repotencialização de outras linhas da CPTM no ABC. Na região há três estações desativadas (Paranapiacaba, Campo Grande e Eldorado/Eletrocloro-Solvay).

“Estamos estudando todas as estações no âmbito das linhas que estão operando. Então, a ideia é que a gente veja onde que tem demanda e quais são as necessidades. Não só de reativação das estações que ficaram abandonadas, mas de repotencialização das estações que funcionam hoje. As estações são antigas. São estações que têm problemas de infraestrutura, de acessibilidade e a ideia é que neste processo, se observe o quanto estamos investindo em mobilidade”, enfatizou.

Tarcísio ainda falou sobre a chegada do metrô ao ABC. “Estamos estudando a possibilidade de fazer a concessão da linha 3 com a 16 para atender a Zona Leste de São Paulo, a linha 2 também é uma prioridade e viria junto com linha 19 e a linha 20, que virá junto com a linha 1. Então, a nossa ideia é de que ano que vem a gente possa levar a leilão a Linha 1 junto com a 20 para atender esse sonho antigo da região do ABC que é ter o metrô chegando e isso vai ser realizado por meio dessa linha 20”, disse.

Também estiveram presentes o prefeito de Diadema, José de Filippi Júnior (PT), o vice-prefeito de Santo André, Luiz Zacarias, o deputado federal Alex Manente (Cidadania), o secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Marco Antonio Assalve, o presidente da CPTM, Pedro Moro, os deputados estaduais Carla Morando (PSDB), Thiago Auricchio (PL), Altair Moraes (Republicanos), o vereador licenciado Tite Campanella (PL), entre outros.

À Folha, a deputada Carla revelou que a demanda da estação era antiga. “Em 2022, reforcei o pedido da volta da Estação Pirelli. O Estado deverá bancar a obra, porque estava tudo parado em razão da desapropriação do imóvel e fazer a doação para o Estado, o que não aconteceu. Então, o Estado vai arcar com toda a demanda”, afirmou.

Última modificação em Terça, 09 Abril 2024 09:35

Main Menu

Main Menu