15 Dec 2019


FMABC vence prêmio ‘Amigo do Meio Ambiente’

Publicado em Saúde
Avalie este item
(0 votos)

O Centro Universitário Saúde ABC / Faculdade de Medicina do ABC (FMABC), em Santo André, acaba de receber pela primeira vez o Prêmio Amigo do Meio Ambiente, concedido anualmente pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo às organizações de saúde que compõem o Sistema Único de Saúde (SUS) em âmbito nacional e se destacaram por iniciativas de proteção ao meio ambiente e sustentabilidade. A entrega ocorreu durante a 12ª edição do Seminário Hospitais Saudáveis (SHS), organizado dias 11 e 12 de novembro no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo.

O prêmio refere-se ao projeto “Progresso no gerenciamento dos resíduos infectantes”, que teve como objetivo reduzir o custo com o tratamento e destinação final de resíduos infectantes na FMABC, além de conscientizar os funcionários do campus universitário sobre o descarte adequado. O período observado foi entre maio de 2017 — quando teve início a medição financeira e pesagem — e agosto de 2019. Nestes 28 meses, a economia alcançada foi de R$ 67 mil. Em 2017, o custo anual para descartar os resíduos era de R$ 124 mil. Em 2019, o índice caiu para R$ 56 mil, o que representa queda de 54%. O trabalho concorreu com outros 146 projetos de 10 estados brasileiros.

“Após a implantação desse sistema conseguimos melhorar a segregação e comprovar mês a mês a queda na geração dos resíduos. Com o valor que deixamos de gastar será possível investir em melhorias para todos os alunos, pacientes e colaboradores da instituição. Por isso, reafirmamos o compromisso da FMABC, enquanto escola voltada às Ciências da Saúde e consciente da importância de harmonizar as ações do homem com o meio que o cerca, em formar profissionais na área da Saúde Ambiental e dissipar conhecimento para todos que frequentam a instituição”, disse o analista de meio ambiente da FMABC, Danilo Correa Cordeiro, que representou a instituição no SHS.

Os resíduos de serviços de saúde com risco biológico (infectantes) são aqueles que apresentam possibilidade de contaminação com agentes biológicos, tais como: bactérias, fungos, vírus, microplasmas, parasitas, linhagens celulares e toxinas. Todas as instituições geradoras de resíduos infectantes, como laboratórios e hospitais, são responsáveis pela manipulação, armazenamento e eliminação dos resíduos, o que geralmente tem alto custo devido às diferentes especificidades dos tratamentos, que visam preservar e respeitar a saúde ambiental do planeta. Atualmente a FMABC possui 43 setores geradores de resíduos infectantes.

PLACAS E MENÇÕES HONROSAS

No mesmo evento, as mantidas da Fundação do ABC receberam 10 placas referentes ao cumprimento do “Desafio a Saúde pelo Clima” e “Desafio Resíduos”, campanhas mundiais coordenadas no Brasil pela Rede Global Hospitais Verdes e Saudáveis. O reconhecimento é feito mediante avaliação de dados inseridos pela unidade na plataforma digital destinada às iniciativas.

Receberam as placas: AME Praia Grande, AME Mauá, Faculdade de Medicina do ABC, Hospital Estadual Mário Covas, Hospital Nardini de Mauá, Centro Hospitalar do Sistema Penitenciário, Instituto de Infectologia Emílio Ribas do Guarujá, Hospital Estadual de Francisco Morato, além do Pronto Atendimento Maria Dirce e da UPA São João, em Guarulhos.

As unidades da FUABC também receberam nove menções honrosas pelo desenvolvimento de projetos de relevância ambiental. São elas: AME Santo André, AME Mauá, AME Praia Grande, Faculdade de Medicina do ABC, Hospital da Mulher, Hospital Estadual Mário Covas, Centro Hospitalar do Sistema Penitenciário, AMA/UBS Integrada Jardim Tietê I e UBS Jardim da Conquista I, as duas últimas pertencentes à Rede Assistencial da Supervisão Técnica de Saúde (STS) de São Mateus.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu