07 Apr 2020

Publicado em Editorial
Avalie este item
(0 votos)

No domingo (23), demos adeus a Gilson Menezes, um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT) em 1980 e o primeiro prefeito eleito pelo partido em Diadema, cargo que ocupou de 1983 a 1988. Menezes nasceu em Miguel Calmon, na Bahia, e chegou à Diadema aos 11 anos. Se formou ferramenteiro pelo Senai, trabalhou na Mercedes-Benz e depois na Scania, onde permaneceu até a greve de 1980. Foi convidado pela diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC à ingressar como delegado de base na Scania e, junto ao companheiro, Luiz Inácio Lula da Silva, fundou o Partido dos Trabalhadores. Em 1982, foi escolhido pelo partido para se candidatar à prefeito em Diadema. Menezes venceu as eleições e ficou no cargo de 1983 a 1988, quando disputou vaga como deputado estadual. Elegeu-se deputado em 1991 e foi reeleito em 1995. Em 1996, foi novamente eleito prefeito de Diadema, dessa vez filiado ao PSB, mas perdeu a reeleição para José de Filippi Júnior (PT). Em 2008, junto com Mário Reali, foi eleito vice-prefeito na cidade pelo PT. Em 2012, foram derrotados por Lauro Michels (PV). Sua última candidatura foi 2016, pelo PDT, quando disputou vaga na Câmara dos Vereadores de Diadema, mas não se elegeu. Com a derrota, encerrou a carreira política e se mudou para o interior de São Paulo. Menezes estava à espera de um transplante de rim e morreu devido à complicações renais, aos 70 anos, em Santa Catarina. O velório aconteceu na Câmara de Diadema e contou com a presença de familiares, amigos, sindicalistas e políticos.  Compareceram ao velório para o último adeus a Menezes, o ex-presidente Lula, o ex-prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho, ex-senador e atual vereador em São Paulo, Eduardo Suplicy e o ex-prefeito de Diadema, Mário Reali. Lula publicou nas redes sociais: “Gilson é parte da geração que mudou o sindicalismo brasileiro, lutou pela redemocratização do país e por gestões públicas voltadas aos mais pobres. Um companheiro que deixa um grande exemplo e uma trajetória de trabalho e dedicação por Diadema e pelo Brasil”. O atual prefeito de Diadema, Lauro Michels, em nota, afirmou: “Gilson foi um homem de ideais, acreditou no que fez e fez o que acreditou ser o melhor para a nossa cidade. Foi prefeito por duas vezes, vice-prefeito, deixou marcas que nunca serão esquecidas em nossa cidade”.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Mais nesta categoria: A luta das mulheres »

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu