23 Sep 2020


Santo André tem espetáculos para bebês

Publicado em Cidades
Avalie este item
(0 votos)

A temporada 2020 do Teatro Municipal Maestro Flavio Florence tem início neste fim de semana com ‘O Portal Encantado’. Destinado a crianças de seis meses a quatro anos, o espetáculo será apresentado no sábado e domingo (dias 25 e 26), às 11h.         

A peça apresenta a origem do universo a partir do átomo e suas combinações, passando pelo surgimento da Terra e dos outros planetas. A história traz para os pequeninos a fauna e flora da floresta amazônica, apresentando ainda os povos indígenas, seus mitos, lendas e seres da Amazônia como o boto, o Curupira, o canto do uirapuru, da arara azul e a cobra grande.

O espetáculo dura 35 minutos e os ingressos custam entre R$ 25 e R$ 50. O endereço é Praça IV Centenário, s/n, Centro.

Exposições - Na Casa do Olhar Luiz Sacilotto segue em cartaz exposição ‘LEVANTE’ da artista Carolina Caliento. São trabalhos em preto e branco, feitos com gizes, bastão e tinta a óleo sobre papel. Carregadas de gestualidade e matérias, as obras transitam entre o desenho e a pintura e apresentam cenas e elementos da narrativa urbana. Visitas de terça a sexta-feira, das 10h às 17h, e sábados, das 10h às 15h. Até 8 de fevereiro de 2020. O espaço, construído na década de 1920, pertenceu à família Queiroz dos Santos é considerado patrimônio municipal. O endereço da Casa do Olhar é rua Campos Sales, 414, Centro. Grátis.

 

Outro espaço considerado patrimônio cultural da cidade é o Museu de Santo André Dr. Octaviano Armando Gaiarsa, construção que abrigou a primeiro Grupo Escolar da região, na década de 1910. Na Sala especial o visitante pode conferir a ‘Natalino Vertematti e suas ferramentas’. A exposição reúne reportagens publicadas na coluna ‘Memória’ do jornalista Ademir Médici, além de ferramentas de marcenaria doadas pela família de Vertematti ao museu.

 

Outra atração recente do museu em exposição é a súmula do primeiro gol marcado por Pelé em sua carreira profissional em partida realizada em Santo André no ano de 1956. O objeto pertence ao acervo de Nelson Sacilotto. O espaço abriga outras exposições permanentes, como ‘Um Século de História: Da Escola à Memória’, que resgata a história do prédio do museu. O endereço do museu é Rua Senador Flaquer, 470, Centro. Em janeiro as visitas podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h. Grátis.

 

Já no Espaço Permanente do Acervo de Arte Contemporânea de Santo André – Pinacoteca o visitante pode conferir ‘Habitar’. São 30 fotografias de diferentes artistas que propõe a relação entre a arte e o meio ambiente. O espaço funciona junto à Sabina Escola Parque do Conhecimento, na Rua Juquiá, altura do n. 135, na Vila Eldízia. Ingressos de R$ 10 a R$ 20.

 

Zhô Bertholini - O Salão de Exposições do Paço Municipal receberá a partir da próxima segunda-feira (27) a ‘Ocupação Zhô Bertholini – Existencialista Ambulante’. Esta será uma oportunidade para conhecer os trabalhos deste que é um dos principais produtores culturais da cidade. O salão fica na Praça IV Centenário, s/n, Centro.

 

Organizada pela Casa do Olhar Luiz Sacilotto, a ‘Ocupação Zhô Bertholini – Existencialista Ambulante’ reunirá trabalhos do próprio andreense e de outros artistas feitas em sua homenagem. São poesias, colagens, postais, revistas, zines, plaquetes e pôsteres, entre outras obras, que ocuparão o Salão de Exposições. A ocupação é organizada pela Casa do Olhar As visitas poderão ser feitas de 27 de janeiro a 21 de março, de segunda a sexta, das 9h às 12h e das 13h às 17h. Entrada franca.

 

Zhô Bertolini começou sua carreira de poeta e artista gráfico na década de 1960. Adolescente, começou a trabalhar como aprendiz de artes gráficas numa grande editora na Capital em 1966. Foi no ofício gráfico que encontrou sua vocação entre tipos, linotipos, tipografia e no sistema offset. Nesta época conturbada viveu o surgimento de importantes movimentos artísticos e culturais marcados pela contracultura.

 

A partir da década de 1970, Zhô integra o movimento da imprensa alternativa e da geração mimeógrafo. No final da década, participa dos Salões Jovens de Arte Contemporânea, e intensifica o intercâmbio de Arte Postal no circuito nacional e internacional. Em 1981 integrou a XVI Bienal Internacional de São Paulo.

 

Na região incentivou e participou de diversos movimentos e espaços culturas. Projetos Canja com Canja, Ler e Falar Poesia e Artistas Cidadãos e espaços como Casa da Palavra, Casa do Olhar, Alpharrabio Espaço Cultural, Gambalaia Espaço de Artes e Acqua Cultura são alguns exemplos.

 

Lazer - O projeto Domingo no Paço está de volta no estacionamento do Paço Municipal. A cada domingo, das 10h às 16h, o público pode conferir série de atividades de lazer, além de jogos e brincadeiras. A programação conta com acompanhamento do pessoal do Departamento de Lazer da Prefeitura. O endereço é Praça IV Centenário, s/n, Centro.

 

Outras opções de lazer na cidade são a Brinquedoteca do Parque Chácara Pignatari e a Ludoteca do Parque Prefeito Celso Daniel. Estes espaços contam com série de jogos e brincadeiras gratuitas. A Brinquedoteca está localizada na avenida Utinga, 136, Vila Metalúrgica. O funcionamento é de quarta-feira a domingo, das 9h às 12h e das 13h30 às 16h30. E Ludoteca fica na avenida Dom Pedro II, 940, no bairro Jardim. Funcionamento de terça-feira a domingo, das 9h às 12h, e das 13h às 16h30.

 

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu