03 Jun 2020


Volvo quer que até 2025 metade das vendas seja de veículos elétricos

Publicado em Autos
Avalie este item
(0 votos)

Há exatos 10 anos, no fim de março de 2010, a Volvo Cars viu uma transformação completa de seus negócios com a aquisição pela Zhejiang Geely Holding (Geely). A empresa passou de puramente europeia para uma operação verdadeiramente global e forte no mercado de carros premium, acumulando vendas, receitas e lucros recordes ao longo desse caminho.

Passada uma década e de olho no futuro, a Volvo Cars desenvolve uma base firme para tornar-se líder em eletrificação, condução autônoma e novos modelos de mobilidade. Tudo isso paralelamente a uma cooperação cada vez mais estreita com suas marcas irmãs sob supervisão da Geely.

"A Volvo Cars hoje está mais forte do que nunca", diz Håkan Samuelsson, executivo-chefe da marca. “Com a Geely, começamos uma nova fase de sucesso que nos levou a um nível totalmente novo. Renovamos completamente nosso portfólio de produtos, estabelecemos uma presença global e quase dobramos nossas vendas. No futuro, continuaremos a expandir nossos negócios junto com a Geely”, afirma.

A partir de 2010, a Volvo Cars e a Geely traçaram um novo futuro para a marca sueca, com base em alguns elementos fundamentais: independência técnica, presença global de fabricação, identidade de marca reforçada e governança Geely.

Nos próximos anos, a Volvo Cars pretende se estabelecer como líder em eletrificação e, até 2025, almeja que metade de seu volume global de vendas seja de veículos totalmente elétricos, com os demais híbridos. Esses carros farão parte de uma nova geração de Volvos baseados na plataforma SPA2, o sucessor de sua bem-sucedida arquitetura modular de veículos.

A empresa também visa estabelecer milhões de relacionamentos diretos com os consumidores por meio de novas formas de mobilidade e espera desempenhar um papel de liderança na introdução segura de tecnologias autônomas.

Essas e outras ambições foram possíveis graças ao estabelecimento de um modelo de negócios sustentável e lucrativo na última década, fornecendo à Volvo Cars uma plataforma sólida para esse crescimento.

Em 2011, a Volvo Cars tinha 21.500 funcionários e vendas globais de 449.255 unidades. Em 2019, dobrou os números, passando a ter 43.000 funcionários e vendas globais de 705.452 carros.

Novos produtos e novas tecnologias

A partir de 2014, com o lançamento o renovado XC90, a empresa renovou completamente seu portfólio de produtos com uma gama de novos SUVs, sedans e wagons. Todos os novos modelos são baseados na arquitetura modular de veículos SPA, desenvolvida pela Volvo, ou ainda pela arquitetura modular CMA, co-desenvolvida entre a Volvo e a Geely.

Seu novo portfólio de modelos provou ser um sucesso global, gerando seis recordes consecutivos de vendas e lucros - em 2019, a Volvo Cars vendeu mais de 700.000 carros pela primeira vez em seus mais de 90 anos de existência. Só no Brasil, a marca teve um crescimento de 15,8% com quase 8.000 veículos emplacados em território nacional e tornou-se líder no segmento de veículos eletrificados com 1.100 unidades de carros híbridos.

A empresa também expandiu sua rede de fabricação e distribuição logística em todo o mundo: começou com duas plantas industriais e uma fábrica de motores na Europa e agora possui quatro plantas de fabricação adicionais e um centro de pesquisa e desenvolvimento na China, além de uma fábrica de automóveis nos Estados Unidos.

Uma marca e um design Volvo rejuvenescidos, focados em proporções premium e incorporando uma identidade escandinava única na indústria automotiva, também levaram a empresa a novos patamares e a estabeleceram firmemente como uma alternativa completa no segmento premium.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu